quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O grande esforço humano é justificar a própria vida. Provar que ela vale a pena ou que tem alguma utilidade. Ou alguma chance de eternidade. Então, inventamos turbilhões dos mais variados, ando sendo sorvido pelo meu um pouco em demasia. Em que grau de ilusão deve um homem viver? Na que ele quiser. Porém o mais longe possível da realidade. Para mim esse mês, inventei um aniversário, Festival do Rio etc. E vou dar um curso. De teatro. Exatamente isso. Um curso para dizer tudo o que sei, um curso para montar uma peça depois (“O Apocalipse, segundo Domingos Oliveira”). Um curso para tirar um grupo de atores com maior disponibilidade, atores jovens, como faz Antunes, o Théâtre du Soleil e a galera do Flamengo. Meus atores prediletos (Priscilla, Ricardo, Dedina, Orã, as Clarices Derziê e Niskier etc) são hoje gente madura, com dificuldades de tomar compromissos. Cada um com seus problemas e projetos. Raramente dei cursos práticos. Penso que não dá nunca para fazê-lo conseqüentemente mas com a peça a encenar, aí faz mais sentido.
Grupo nunca quis ter. Grupo é família. E família já tenho. Mas agora mudei de idéia. Está na hora de ter o meu grupo, independente, constante. Se algum dos atores ou atrizes tentar me colocar na posição de pai, o que acontece sempre com os grupos, mando-os à merda e pronto. De modo que está fundado o Grupo Fúria, gosto dessa palavra, Fúria. Acho que é necessária no teatro e na vida. Fúria. Fúria.
Aqui segue o release deste novo trabalho, na íntegra.

WORKSHOP DE
DOMINGOS OLIVEIRA
NOVEMBRO DE 2008

CRIAÇÃO DO GRUPO FURIA
O workshop tem por finalidade compor todo o elenco da peça inédita “O apocalipse segundo Domingos Oliveira”. Uma comédia filosófica que ficará em cartaz durante os três primeiros meses do verão carioca de 2009, na Casa de Cultura Laura Alvim.

Domingos Oliveira, famoso diretor de cinema e teatro, sempre quis ter um grupo dele, um grupo contínuo, porque acredita, como todo homem sério do palco, que o melhor teatro virá sempre do trabalho em grupo.
Comemorando seus 72 anos, Domingos decide montar seu grupo oficial. O
GRUPO FÚRIA
O Grupo Fúria pretende ter uma atividade contínua, dialética e intensa. Certamente terá relevância no futuro próximo do Teatro Brasileiro.
Os atores com quem Domingos sempre trabalhou, Priscilla Rozenbaum, Ricardo Kosovski, Clarice Niskier, Dedina Bernardelli, Clarisse Derzié Luz, Bernardo Jablonski, Pedro Cardoso e muitos outros, são desde já membros honorários do grupo e formarão um natural conselho consultivo para suas atividades.
Faz parte do dever cultural do verdadeiro homem de teatro juntar em torno de si os melhores talentos que, por juventude ou outra circunstância qualquer ainda não estão inseridos no mercado e se possível reuni-los a talentos já reconhecidos que desejam aprimorar sua técnica.
Para encontrar essa preciosa gente, Domingos decidiu fazer a primeira peça do Grupo sem nenhum dos seus habituais companheiros de cena. E sim retirar o elenco (11 atores) e a equipe (13 técnicos e assistentes) de um workshop que ministrará durante o mês de novembro, com encontros preliminares na segunda quinzena de outubro.
Será um workshop intensivo e conseqüente com 10 horas de carga horária semanais. Aos sábados, domingos e quintas feiras. Esse workshop terá o título de LIÇÕES DE LIBERDADE.
Posto que a Liberdade é a maior característica da arte de Domingos. Ele pretende, uma vez terminado o workshop e a peça que os alunos estejam devidamente preparados para permanecer no Grupo Fúria ou mover-se sozinhos, criando seus próprios grupos.
Assim sendo o programa do workshop Lições de Liberdade conta com um total de 40 horas de duração e abrangerá várias facetas da atividade teatral: As noções principais da produção, da criação, da manutenção do espetáculo, da direção teatral, iluminação, figurino, cenário, divulgação, etc e, em particular, da arte da interpretação e da dramaturgia. Para teatro e cinema. Ou seja, o resumo das técnicas e filosofias do seu trabalho.
Terminado o workshop, o diretor decidirá segundo critérios previamente anunciados, quais os alunos que ocuparão as 24 funções da montagem de “O Apocalipse Segundo Domingos Oliveira,” uma peça inédita da qual ele mesmo fará o protagonista.

RESUMO

Valor do curso: R$ 1.000,00.
Forma de pagamento: metade na inscrição, metade cheque pré-datado para data do fim do curso.
Os alunos selecionados começarão imediatamente a ensaiar no Teatro Laura Alvim o “Apocalipse”. Em caso de grande número de alunos, cogita-se a criação de standins para alguns papéis, em caso de necessidade. O curso também dá direito a colocações de estágios na área técnica. Ou seja, serão selecionados para a temporada da peça:

11 ATORES
5 STAND-INS
2 CONTRA-REGRAS
1 CAMAREIRO
3 ILUMINADORES
2 ASSISTENTES DE DIREÇÃO
1 ASSISTENTE DE DIVULGAÇÃO
2 ASSISTENTES CENOGRAFIA
1 ASSISTENTE FIGURINO
1 ASSISTENTE ADMINISTRAÇÃO
OUTROS CARGOS POSSÍVEIS

Critério de Seleção:
Estes possíveis 35 alunos (aproximadamente) passam a se denominar o GRUPO FÚRIA.

Currículum do curso: (Resumo da filosofia e técnica de Domingos Oliveira)

O curso acontecerá a um currículum maleável, segundo as características do grupo, mas sempre com a finalidade precípua de PREPARAR UM ELENCO QUE POSSA ENSAIAR E ESTREAR UMA PEÇA EM 1 MÊS. Isto, porém, não invalida a existência de um currículum básico:
- semana 1: Noções básicas.
O que é isto: A Filosofia?
O Teatro?
O Personagem?
A arte de representar?
O Artista?
Leituras da peça a ser encenada.
- semana 2: O Básico Stanislavskiano:
Vôo rápido rumo à história do teatro.
Concentração
Contacto
Circunstanciação
Exercícios práticos sobre esses assuntos, leituras da peça experimentando os atores em vários papéis.
- semana 3: Prova escrita
Noções de dramaturgia.
Os truques para o ator contemporâneo: Artaud, Brecht, Stanislavski, técnicas circenses.
Condições espirituais necessárias para um ator
Primeira tentativa de seleção.
- semana 4:
Vôo detalhado das funções técnicas: a luz, o som, o espetáculo.
A Arte da TemporadaDefinição final de papéis e ficha técnica

PASSADO
Fiquei de contar a história desse retrato. Minha árvore genealógica. O passado é uma terra de ninguém, onde somente cabem heróis, grandes figuras. Entrevistei meu irmão Zé que tem mais memória que eu.
Essa foto é de 1906, a mais antiga que eu tenho. No centro, o filho mais velho, Olímpio, que veio a ser médico. Cercado pelo pai e a mãe, o poderoso Zé Pereira e Dona Sinhá (Eulália). A esquerda de Eulália, Lulu, Dadinha e Zeca (na ponta). A direita de Zé Pereira, Carmelita, minha mãe, Beata, a mais velha, e Raimundo. Todos morreram há muito tempo, grande arte é a fotografia.

Esta é certamente uma foto de estúdio. Onde aparecem 4 filhos e 4 filhas, são 8. Parece que tem mais um, que morreu muito jovem. A partir da próxima postagem, conto a história de cada um. Ou melhor, aquilo que restou na memória minha e de meu irmão.
Muitos anos depois da morte, todo homem é uma lenda.

9 comentários:

Paulo F. disse...

Olá Domingos. Meu nome é Paulo, sou diretor de teatro aqui em São Paulo e tenho muita vontade de montar um texto seu. Mas para isso gostaria de conversar diretamente com você. Me passe um contato no email paulofj@gmail.com e vamos conversar. Um grandessíssimo abraço

Daiza disse...

Olá, Domingos! Como posso fazer a inscrição?

Domingos Oliveira disse...

olá, Daiza.
as inscrições são feitas por email:

workshop.domingosoliveira@gmail.com

obrigado
Domingos.

Anônimo disse...

Bom sou ator e muitas vezes me vejo cansado e triste,.,mas não páro pois a arte não pode parar ...E eu tenho a arte dentro de mim..Gosto muito de seu trabalho e da sua arte...Pena que esse workshop é na verdade só para os atores ricos que nasceram na Zona sul..pois existem muitos talentos espalhados pelo brasil que não tem a oportunidade de expor sua sensibilidade artistica...eu por exemplo...meu pai diz:" sai dessa ,só rico consegue algo nessa carreira..."Eu não penso assim,mesmo sabendo que o dinheiro possibilita melhor contato e acesso a pessoas com experiencia ...bom, é isso aí...um abraço para vc...luz

Anônimo disse...

Olá Domingos...fui ontem ao teatro assistir a peça e fiquei encantada, a muito tempo não me divertia tanto, voce está de parabéns pelo elenco, e por tudo.
Minha sobrinha está participando, e fico muito feliz por estar perto de pessoas inteligentes e de bom humor como voce!!!
Aliás que Deus é esse!!! Adorei!!!
Simplesmente maravilhoso!
Boa sorte !!!
Beijoss
Celeste

Anônimo disse...

para qual email eu envio as imagens do Apocalipse?
at
Sid Bond
9988-4888

Anônimo disse...

Olá Domingos!!!
SEmpre acompanho seus filmes e peças!!!
Tenho um site voltado para teatro e cinema e gostaria de ver a possibilidade de fazermos uma parceria com a sua peça.
O Site conta com 35.000 internautas do Jornal do Commércio.
e-mail:roberto@showguide.com.br
www.showguide.com.br
abraços

Rafael disse...

Caro Domingos,

Estudo Arquitetura em Niterói e organizo uma oficina literária na universidade, onde trocamos textos de teatro, poesia e literatura, fazemos leituras e recitais. Recentemente assisti (duas vezes seguidas) ao Apocalipse segundo Domingos Oliveira, e achei o texto fantástico, assim como a performance do grupo. Gostaria de saber se esta obra já consta em alguma publicação ou se poderia me enviar uma cópia do texto para que eu possa encaminha-lo à oficina literária. Confesso que não conhecia de fato o seu trabalho antes desta peça mas estou conhecendo aos poucos, e gostando muito. meu e-mail é rafael_koury@ig.com.br
Agradeço a atenção, um grande abraço.

Maicon disse...

ola Domingos
sou cenotecnico e contra regra gostaria de saber como faço para me inscrever.
grato!
Maicon Antunes