segunda-feira, 31 de maio de 2010

2. INÉDITO





Atualmente não me sai da cabeça a vontade de fazer um filme realmente marginal. Com câmera dos amigos,câmera de telefone, máquina fotográfica etc, com um único carro da produção, e cinco pessoas no máximo da equipe, porque 5 é o que cabe em um carro. Com o som direto da câmera, um gravador talvez, sem continuísta, sem diretor de arte, sem foquista e sem câmera man. Os atores se filmam uns aos outros. Ou eu filmo, não interessa. É o BOAAR (Baixo Orçamento e Alto Astral Radical). Sei que um BOAAR não tem nem entrada no mercado. Vou ter que inventar lugares, circuitos alternativos, para que vejam esse tipo de filme. Chamar-se-á, se Deus quiser, “Lugares Estranhos”, episódios com duração variada. Um tipo de texto que vem de uma faceta minha que o público não conhece. Tem tudo pronto. Qualquer dia começo.
Segue um deles:


“BALÃO”


ROTEIRO SOLO
DE DOMINGOS OLIVEIRA
PARA APENAS UM PERSONAGEM
(duração 5 minutos)

pode também chamar-se

“Longe
da multidão
insensata”


/IMAGEM ZERO : um balão subindo, em close, camera lenta. Ele atravessa edifícios. sobe cada vez mais, afasta-se da cidade lá embaiXo /TRUCAGEM DE COMPUTADOR/

SEQUENCIA 1:
Corredor de um apartamento, de portas. Ouvimos o tocar de uma campainha.
Vemos uma porta entreabrir-se e o ponto de vista: ela no corredor

ELA
tentando controlar um intenso nervosismo/ para a câmera ‘/
Queira me desculpar. Eu sou sua vizinha de cima. Não se lembra de mim? Cruzamo-nos uma ou duas vezes no elevador. Prazer. É que aconteceu uma coisa muito estranha e necessito de sua ajuda. Meu apartamento desapareceu. Como lhe digo: desapareceu. Venha, eu lhe mostro. Moro na cobertura. Chego todos os dias por este elevador e subo uma escada. Onde está a escada? Até hoje de manhã estava aqui e agora não está mais. O senhor se lembra, não? Da escada que estava aqui?

SEQUENCIA 2
NUMA DELEGACIA DA ZONA SUL.
CAMERA SE APROXIMA DO BALCÃO. PONTO DE VISTA.
AGORA VEMOS ELA, DO PONTO DE VISTA DO BALCÃO.

ELA-/ NERVOSA
Eu queria registrar uma queixa. Eu moro na cobertura da rua xxx número x e hoje meu apartamento desapareceu. Queria que meu registro fosse colocado em plano de prioridade, exijo medidas imediatas da polícia. O apartamento não era meu, era alugado. Além disso toda minha família se encontrava dentro dele. Parentes? Claro que tenho parentes. Saiba o senhor que pertenço a uma das famílias mais tradicionais dessa cidade.

SEQUENCIA 3
ORELHÃO NA RUA.
Plano geral, depois próximo: Ela no orelhão.

ELA- /EMOCIONADA/
alô, pai! Eu queria falar com papai. Como não mora ninguém aí com esse nome? Como um engano? Queira desculpar.

SEQUENCIA 4
NUMA RUA QUALQUER.
Ela fala com um guarda. Porem não precisamos mais descrever o geral, basta o contraplano dela falando com o guarda.

ELA - /INDIGNADA/
senhor guarda, posso ter um momento da sua atenção? Já procurei superiores seus e não fui tratada com a consideração devida. Meu apartamento desapareceu hoje pela manhã. E temo que também tenha desaparecido a casa onde mora meu pai. O senhor faz a ronda desse quarteirão há quanto tempo? Ótimo. Então é exatamente a pessoa que necessito. Entre aquela casa amarelada e este edifício não existia uma outra casa? Pense bem. Uma outra casa, baixa, com um portão de ferro?

SEQUENCIA 5
NUM ESCRITORIO DO CENTRO DA CIDADE. LUGAR LUXUOSO, VENDO A CIDADE EMBAIXO. MOVIMENTO MESAS,COMPUTADORES.

ALFREDO ESTÁ DIANTE DELA, MAS NÃO O VEMOS DE FRENTE, SOMENTE O CONTRAPLANO

ELA - /EXALTADA/
Alfredo! Graças a deus é você! Até que enfim encontro alguém, você está sempre aqui!. Alfredo, estou precisando muito de você.

/ENTRA NA ESCRITÓRIO, PLANO GERALISSIMO COM PERSPECTIVA DEFORMADA, MOSTRANDO O ESCRITÓRIO DE ALFREDO. NO FUNDO, ELA E ALFREDO./

ELA
Não, por favor, tem de ser agora. Muito obrigada. Obrigada. Esperarei aqui mesmo. Tanto tempo quanto for preciso. Obrigada.


SEQUENCIA 6:
NA SALA DE ALFREDO, ESCRITORIO.

CÂMERA ENTRA NA SALA , NÃO VEMOS ELA NEM ALFREDO, SUBJETIVA.

ELA -/ TENTANDO SER CLARA/
Não sei o que seria de mim se você não tivesse vindo. Não sei como agradecer, você é o único amigo que tenho, detesto incomodar. Você sabe. Meu apartamento desapareceu, Alfredo, a casa de papai também. E Dora! Minha maior preocupação é Dora. Ela estava no apartamento. Se o apartamento desapareceu é porque deve ter ido parar em algum lugar. Imagine como Rogerio deve estar aflito, surgindo assim, de repente, em um lugar estranho. As crianças. Com ele!... Rogerio é tão sem expediente, nunca soube tratar das crianças...

AGORA NUM PLANO PRÓXIMO. NUM QUARTO DO APARTAMENTO DE ALFREDO. ALFREDO ESTÁ DIANTE DELA , SOMENTE O VEMOS EM CONTRAPLANO FECHADO, DETALHE EM SUPERCLOSE.

ELA
O que há com você, Alfredo? Seu rosto parece diferente. Sim, claro, é o bigode. Você sempre usou bigode?

SENTIMOS QUE ELE RESPONDE MAS NÃO OUVIMOS A VOZ.

ELA
Então não sei. Perdoe. É alguma coisa com o seus olhos, talvez as sobrancelhas. Você está diferente.
Hoje. Alfredo querido, me faça um favor. Será que poderíamos ir até a sua casa? Eu gostaria muito de dormir um pouco. Foi uma noite agitada, não durmo há muito tempo, um dia agitado. Estou cansada.

SEQUENCIA 7
NO APRTAMENTO DE ALFREDO.
LUXUOSO.PARECE UM QUARTO DE HOSPEDE, ELE ESTÁ AJUDANDO ELA A DEITAR. NUNCA O VEMOS DE PERTO NEM DE FRENTE. SOMENTE ELA APARECE.

ELA
Obrigada, não. De mais nada. Não. Não sei como agradecer, caro Alfredo. Dormindo um pouco tenho certeza que melhorarei.
/ CONTRAPLANO DELA, ALFREDO DE COSTAS/

ELA
Eu já começava a me sentir leve de novo e não quero que isso se repita. Tudo menos isso. Não lhe contei? Perdoe, conto. Outro dia comecei a me sentir cada vez mais leve. Leve. Sempre muito ocupada, não liguei. Você sabe como a gente cuida pouco da saúde. De repente, sem que eu desse por isso, meus pés se despregaram do chão. Comecei a subir. Como um balão!

INSERT/VEMOS A IMAGEM . PESSOAS NA RUA TENTANDO SEGURAR ELA , QUE SOBE, SAI DO ChÃO (pendurada numa grua, somente vemos os pés e as pessoas)/

ELA OFF-
...algumas pessoas da rua ainda tentaram me segurar, mas foi em vão. subi tanto que a cidade ficou pequena, lá embaixo.

PLANO DE HELICOPERO. INSERT.

ELA
...consegui descer através de um artifício... quero contar-lhe isso também...

/ A CENA VOLTA AO QUARTO, PONTO DE VISTA DE ALFREDO, ELA DEITADA/

ELA
... Mas antes preciso dormir. Um pouco. Sinto-me cansada. Apague a luz antes de sair, por favor.

/VEMOS A CENA AGORA PELA FRESTA DA PORTA/

ELA
Não, não precisa fechar totalmente a porta. Alfredo!

/SUPERCLOSE/

ELA
se alguém me telefonar, por favor me acorde./

FECHA OS OLHOS PARA TENTAR DORMIR/

Funde para imagem zero: um balão com uma forma que lembra ela, subindo sempre, indo embora...
Música triste, porém bela.

FIM

9 comentários:

Grande Irmão disse...

Fantástico!
Genial! Genial!

Quero ver esse filme!
Que ousadia maravilhosa...parabéns!

Lari Rodrigues disse...

Um woddy Allen brasileiro, o Newton da dramatrgia, é isso que você é, genial sua idéia!
Eu visualisei cada pedacinho do filme, e visualisei a Priscilla como atriz rsrsrs
Adorei a idéia do balão subindo, acho uma imagem linda como a imagem de uma leiteira fervendo com a esuma de leite transbordado.
Adoro essaexpressão BOAAR, e a idéia de faze-lo me paree bem divertida, um dia eu crio coragem e faço um Boa com a minha câmera e o dinheiro só pra passagem do ônibus.

Sunny disse...

Sou apaixonada por você Domingos...

Luriana disse...

Domingooooos, Ótimooo, muito bom.
Já quero ver esse filme.
quer dizer, eu vi... Mas quero ver como filme mesmo. =D
Muito bom, como sempre!
Abraço

Taciana Brown disse...

Atualmente não sai da minha cabeça fazer um trabalho com vc. Tenho tudo pronto! Eu seria "ela" com toda minha angustia e paixão de existir e ser atriz.

como ter cara de pau é ter atitude... aqui fiz o que achei pertinente.

bj Taciana Brown

SeymourZ_R翊芷 disse...

不錯唷~我會常常來 >"<..................................................

Gi... disse...

quando eu entrei no cinema e comecei a me aprofundar na história do cinema brasileiro comecei a ter uma vontade imensa de fazer um cinema marginal, câmera na mão, autoria, diferença.
isso sai do velho esquema clássico, parabéns por mais um roteiro seu que inova e acrescenta na nossa cinematografia.
Giana

EleanoreBla昭彥 disse...

Look before you leap.............................................................

sdas disse...

you look nice in that color!............................................................