sábado, 24 de julho de 2010

Lançando uma brincadeira que pode repercutir!

Um homem quer voar, mas não pode. Não tem asas. Quer nadar no fundo do mar, mas não pode. Não tem fôlego. Quer ir no alto das montanhas, mas se o fizer, morrerá de frio. Um homem quer ser eterno e, no entanto, morrerá.


Essas linhas poderão se multiplicar, descrevendo as múltiplas facetas das limitações humanas. Uma delas é que há certas coisas que você não pode saber. Todo mundo sabe, e você não sabe. Refiro-me à resposta da pergunta:


COMO O MUNDO ME VÊ?


Ninguém tem coragem de dizer isso sinceramente, portanto ninguém tem uma noção exata disso. O novo mundo, criado pela internet, talvez dê chance de cessar com essa limitação de conhecimento.
COMO VOCÊ ME VÊ?
COMO VOCÊ ME VÊ?
COMO VOCÊ ME VÊ?
Comecemos por mim, que sou o dono do blog.
Amanhã poderemos propor outra pessoa, ou propôr você mesmo, neste blog ou em outro qualquer.


COMO O MUNDO VÊ DOMINGOS OLIVEIRA?

"Não sei como o mundo me vê. Eu me vejo como uma criança na beira de uma praia, entretida em desvendar as curvas de uma concha mais caprichosa e, tendo diante de si, o imenso oceano desconhecido." (Domingos Oliveira)

COMO VOCÊ, MEU BLOGUISTA, ME VÊ? OU MELHOR, VÊ DOMINGOS OLIVEIRA?
EIS A BRINCADEIRA!

Pode começar comigo e digamos também, Caetano e Arnaldo Jabor...
Qual sua opinião sobre estas pessoas? Em poucas linhas me responda. Isso me dará a oportunidade como eu nunca tive de saber como o mundo me vê.
Eis a brincadeira!
Se todo mundo entrar nela, a sinceridade passará para um nível mais alto.
É perigoso, também. De alguma forma é uma versão informática do jogo da verdade a moda dos anos 50. Você pode fazer inimigos... Seja cortês.
Pode ser anônimo.
Uma brincadeira que pode repercutir!

11 comentários:

Lari Rodrigues disse...

Como eu vejo Domingos Oliveira?
Vejo como um homem, um rapaz, jamais diria um senhor, porque ele exala juventude, em tudo que diz, e que produz. Vejo como um artista, uma pessoa acessível, não uma esrla um gênio humano, um ser humano com sensibilidade.
Pra mim um mestre, um desbravador, talvez viva muitopor isso, porque ainda não terminou sua busca eterna.

Como eu vejo caetano veloso?

Admiro muito or tudo o que fez, por suas composições da época da ditadura. Ainda continua um gênio, mas ficou verborreico, caetano ficou chato, com músicas que falam de bunda querendo chocar a todos mas sem sucesso. Mas mesmo assim, ainda gosto muito.

Como vejo Analdo Jabour?
Um ser adoravelmente sarcástico, altamente inteligente e com coragem para dizer certas coisas que só ele diria.

E o como o mundo me vê?
Eu não sei!

Lari Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ErnestoW_Honaker101婉菁8 disse...

感謝您願意分享您的生活經驗~~支持您的更新哦!............................................................

Anônimo disse...

Como eu vejo Domingos Oliveira?
Vejo ele como um homem extremamente inspirador, inteligente e cheio de talento.
Demorei para saber da sua existência. Acho que vivia em um mundo paralelo até então...rs
Depois que o descobrir, passei a me interessar por tudo que faz.
Sinto que a cada leitura e a cada entrevista que vejo, me torno uma pessoa melhor, mais interessante. Ele consegue quebrar com todos os preconceitos que existiam em mim.
Obrigada por tudo!
Priscila é muito sortuda de poder desfrutar de todo esse talento diariamente.
Caetano?
Um gênio. Dono de uma mente brilhante.
Não sabemos como ele atura a Paula...
Alguém já viu o vídeo dele participando do Programa CQC? demais!
Arnaldo Jabour?
Diz coisas que só ele diria. E de uma maneira bem particular que só ele tem.

Como o mundo me vÊ?
A timidez ainda vai te matar! Supere-a!

http://estudio11.blogspot.com/ disse...

Vejo Domingos de Oliveira... como um trágico... um homem que tem um esperma vigoroso e trágico...
Queria te mandar uma coisa,como faço?

Beijos Domingos!
Lilian de Faria
(Ipatinga, MG)

Anônimo disse...

Domingos:
Um Homem, antes de mais nada. Uma pessoa inteligente que não deve ter paciência com as mais preguiçosas. Deve adorar observar a praia ou qualquer outra paisagem bonita, mas acaba sempre tendo sua atenção desviada para as pessoas. Tem um humor delicado, não ri de qualquer bobagem. Pensa, logo vive! Uma curuja boêmia.

Caetano:
É mais de um. É no mínimo três ou quatro num só. Um leão bondoso.

Jabor:
Esperto! Ágil! rápido! um leopardo de óculus.

Marco

http://estudio11.blogspot.com/ disse...

Domingos,

Seus amigos do vale do aço Adão de Faria e Lílian de Faria estão no Rio de janeiro!!! queremos te ver... URGENTE!!! Qual o seu e-mail querido???

Beijos!!!
Lilian de Faria

Luriana disse...

O Domingos Oliveira é um adolescente louco, que descobriu, ou desconfia que a morte esta perto...
O Domingos é uma ilha perdida, que esta muito perto de nós. Ele é homem,pode ser chamado de ser humano. Tem sensibilidade. é um "salva-vidas" com seus textos.
é bom...

Anônimo disse...

Como eu vejo Domingos Oliveira?
Hum, essa é uma pergunta tão complexa que busco respondê-la com rigor científico e sob "complicadíssimas" normas da ABNT, ao curso de dois anos e meio: lá por 2012, concluída minha dissertação de mestrado, da qual Domingos é tema, talvez eu tenha uma vaga ideia. Por ora, ele é uma dessas... "coisas pelas quais vale a pena viver"! (e dormir, e acordar, e refletir, e estudar, e decupar, e escrever, e descrever, e prescrever... "haja saúde, haja whisky"!)

;-)

Abraços,
Alessandra Moretti
Curitiba

Anônimo disse...

Nossa, Domingos, tão bonita a imagem que você traçou de você mesmo, que não consigo te ver de outro jeito mais. Fico com essa bela imagem da criança na praia. Apenas acrescento que vejo o pequeno Domingos escrevendo e desenhando na areia. E muito! Do que descobre sobre a beleza de tudo que sente diante da sua concha caprichosa e do imenso oceano. E com uma imensa e forte alegria em contar tudo isso para as outras crianças da praia!
Mil beijos!!
Helaíne

Ari disse...

uma criança q mais se admira com a concha q com o mar. só agora ao adquirir certa "sapiencia" pude enchergá-lo. para os 'pequenos' vc não é grande coisa, mas para os q pensam a vida em vez de pensar na vida vc, é grande. é como o vejo, como um desses seres q fazem valer à pena sentir-se humano tal qual. como se a vida fosse um palco e eu estivesse aqui na platéia dizendo : "olha lá. aquele é o Domingos, humano como eu!!! humano como eu!! agora é minha vez de subir e fazer o meu show!" paz amor empatia arielle